< Blog

UPGN do COMPERJ: Desafios e Soluções

A UPGN do COMPERJ é hoje a maior obra em andamento na Método. Trata-se de uma planta totalmente automatizada desenvolvida para atender 20% do mercado nacional de Gás Natural. Um projeto multidisciplinar, altamente complexo e de grande porte, mas sua importância para nosso time vai além de sua grandeza física e valor de contrato.

Para atender as demandas de uma obra com este porte, a Método e a Kerui procuraram os maiores players do mercado, tanto para o fornecimento de projetos quanto para equipamentos, materiais e serviços. Contudo, houve uma mudança importante durante o processo que está fazendo toda a diferença.

Há alguns anos, em meados da década de 80, ocorreu um fenômeno no mercado nacional que fez com que as empresas deixassem de desenvolver projetos de engenharia internamente para terceirizar esse serviço. Isso fez com que surgissem várias companhias especialistas em projetos de engenharia, porém nos últimos anos o cenário mudou. Em 2010 a crise começou a esboçar sua face e cogitava-se que vários dos projetos em andamento não iriam se concretizar.

Infelizmente foi exatamente isso o que aconteceu.

Em 2016 este mercado estava muito prejudicado, com poucos “sobreviventes” atuando. No início da obra da UPGN havia um parceiro junto à SPE Kerui-Método, porém para atender a velocidade e intensidade do modelofast-tracking que a UPGN demandava, com prazo e escopo muito arrojados, o consórcio entre Kerui e Método assumiu toda a execução do projeto detalhado de engenharia.

Hoje contamos com 200 profissionais focados nessa atividade, emitindo uma média de 2 mil documentos por mês, trabalhando com a tecnologia BIM, através do sistema integrado da AVEVA.

O desenvolvimento dos projetos em ambiente virtual em tempo real traz inúmeras vantagens, pois no momento em que um projetista está trabalhando, já é possível identificar os clashs (incompatibilidades e interferências) com todas as disciplinas. Além disso, quase a totalidade dos documentos são extraídos diretamente do modelo 3D, utilizando-se de banco de dados único, que proporciona total rastreabilidade em todos os processos, desde a emissão até os controles no campo.

Há diversas vantagens em termos um time interno de projetos: toda a inteligência e dados processados são ativos da companhia, não corremos o risco de termos aditivos contratuais devido a mudanças de estratégia ou prioridades (comuns neste segmento), os processos e softwares internos são desenvolvidos a preparados para absorção dessa alternativa, além dos custos de margem e impostos que deixamos de arcar.

Além de tornar nosso portfólio de obras mais robusto, a UPGN do COMPERJ também nos posiciona como um player que tem totais condições de abraçar dentro de nossa estrutura qualquer desafio de engenharia. Neste novo momento, temos alguns projetos de engenharia sendo desenvolvidos dentro de casa, para obras que estamos em fase de concorrência ou de implementação.

 

#COMPERJ #UPGN #OeG #Industrial #Innovation #EPC #Construction #Aveva #BIM

X